Os últimos anos foram excelentes para quem investiu em bitcoins ou outras criptomoedas. Como consequência, cada vez mais brasileiros estão apostando nestes ativos. Mas é fundamental que quem deseja começar a investir em bitcoins tome alguns cuidados e siga uma série passos fundamentais.

Buscar conhecimento, criar um planejamento e estudar o setor como um todo são pontos importantes para quem está entrando nesse mercado agora. Para ajudar nessa missão, separamos algumas dicas básicas para quem está dando os primeiros passos com criptomoedas.

 

O que levar em conta para começar a investir em bitcoins?

 

1- Estude o mercado

Antes de mais nada, nossa primeira recomendação é que você estude o setor de criptoatvos. Se você ainda não tem familiaridade com o assunto, você vai perceber que existem algumas características muito particulares desse mercado, que você não encontra em outros tipos de investimentos.

Quando você coloca seu dinheiro em ações, fundos imobiliários ou até em uma renda fixa, você provavelmente sabe onde está colocando seu dinheiro, certo? Assim também é com o bitcoin: é importante conhecer conceitos como blockchain, mineração, moedas virtuais e outras peças desse quebra-cabeças.

Aqui no blog da Ignis, estamos semanalmente publicando um artigo sobre o universo de bitcoins. Vale a pena acompanhar e pesquisar os conceitos que você ainda não conhece.

 

2- Calcule quanto você irá investir

Uma das dúvidas mais comuns de quem quer começar a investir em bitcoins é: “Quanto devo investir nesse início?”. E a verdade é que essa resposta só pode ser dada pelo próprio investidor.

Muitos fatores devem pautar essa decisão. Primeiramente, é preciso entender quais são os seus objetivos ao fazer esse tipo de investimento. Em segundo lugar, é fundamental ter uma reserva de emergência e avaliar se você está disposto a ter perdas. Lembre-se que estamos falando de um investimento em renda variável, ou seja, existe um risco maior e nenhum resultado pode ser garantido.

Portanto, o que podemos recomendar é: diversifique os investimentos e procure entender qual é a porcentagem do seu dinheiro que você está disposto a colocar em renda variável. Dentro desse percentual, avalie se o bitcoin faz sentido, se vale dividir em outros investimentos de renda variável (como ações, por exemplo) e chegue a um número final.

Se você ainda tem algum receio, vale a pena começar com calma e ir aportando cada vez mais conforme você vai estudando e entendendo o mercado.

 

3- Crie uma estratégia e siga à risca

Você pretende fazer trade de criptomoedas (vender e comprar em curto ou médio prazo) ou segurá-las por um bom tempo? Vai fazer aportes mensais? Em quanto tempo você espera resgatar esse investimento? Você já está esperando alguma porcentagem de rendimento?

É importante ter uma boa noção das respostas de todas essas perguntas antes de começar a investir. Novamente, tudo isso depende dos seus objetivos, da sua abertura a riscos e de estudos de mercado.

Além de ter uma estratégia definida, também é muito importante executar aquilo que você planejou. Por exemplo, imagine que logo no seu primeiro mês após comprar bitcoins, a moeda se desvalorizou 10%. Isso é perfeitamente normal, já que é trata-se de um ativo volátil. Mas se a estratégia traçada era manter os bitcoins para lucrar a longo prazo, você não deve resgatar o dinheiro.

Ou seja, monte uma estratégia usando a razão e não se deixe levar pelas emoções e abandonar o planejamento.

 

4- Escolha uma empresa de confiança

Inevitavelmente você precisará de uma empresa para comprar suas criptomoedas. Você pode optar por uma corretora de criptomoedas, onde as pessoas compram e vendem criptoativos e – geralmente – cobram taxas na hora que você realiza um saque.

Uma outra opção é contar com a Ignis Investimentos. Nesse caso, você nem precisa abrir conta em uma corretora: basta transferir o dinheiro para nossa conta CNPJ e nós realizaremos as compras e vendas para você.

Essa pode ser uma opção muito interessante e até mais segura para quem está começando. Isso porque temos especialistas experientes, que se baseiam em análises e estudos para saber a hora certa de comprar e vender.

Além disso, a Ignis não cobra taxa para saques e depósitos e ganhamos apenas com a taxa de performance, ou seja, uma comissão (40%) relativa ao seu lucro. Se você não ganhar, nós também não ganhamos.

Agende um bate-papo em nosso Whatsapp e dê os primeiros passos para começar a investir em bitcoins!